quinta-feira, 21 de junho de 2012

Peça de Volta para casa culto da familia


DE VOLTA PRA CASA!

Baseado na parábola do Filho Pródigo, com a música De Volta Pra Casa – Judson de Oliveira.
A representação se dá durante a leitura do texto Bíblico e também enquanto ouve-se a música.

20/05/2012

Fizemos esta encenação durante o culto de Domingo no mês da Família

Participantes (minha Mãe irmã Cida) como Narradora

Marcio como o pai

Eu como o filho

E Gabriel como o outro filho.

Foi um desafio e tanto!!!
Mais foi uma benção...

Tema: De Volta Pra Casa!
link da musica usada na apresentação:
http://www.4shared.com/mp3/3dV_crg7/11_De_Volta_Pra_Casa.html
Personagens: Narrador – Pai – Filho
Cenário: Atrás como se fosse um quarto de um lado
E do outro lado um local como se fosse uma rua, com lixeira, lixo espalhado no chão


Começa com o Pai e Filho na boca de cena

(Cida) Narrador fora de cena lendo Lucas: 15:11-24



11 Jesus continuou: Um homem tinha dois filhos.

12 O mais novo disse ao seu pai: “Pai, quero a minha parte da herança”. Assim, ele repartiu sua propriedade entre eles.

13 Não muito tempo depois, o filho mais novo reuniu tudo o que tinha, e foi para uma região distante; e lá desperdiçou os seus bens vivendo irresponsavelmente.

14 Depois de ter gasto tudo, houve uma grande fome em toda aquela região, e ele começou a passar necessidade.

15 Por isso foi empregar-se com um dos cidadãos daquela região, que o mandou para o seu campo a fim de cuidar de porcos.

16 Ele desejava encher o estômago com as vagens de alfarrobeira que os porcos comiam, mas ninguém lhe dava nada.

17 Caindo em si, ele disse: “Quantos empregados de meu pai têm comida de sobra, e eu aqui, morrendo de fome!

18 Eu me porei a caminho e voltarei para meu pai, e lhe direi: Pai, pequei contra o céu e contra ti.

19 Não sou mais digno de ser chamado teu filho; trata-me como um dos teus empregados”.

20 A seguir, levantou-se e foi para seu pai. Estando ainda longe, seu pai o viu e, cheio de compaixão, correu para seu filho, e o abraçou e beijou.

21 O filho lhe disse: “Pai, pequei contra o céu e contra ti. Não sou mais digno de ser chamado teu filho[66]”.

22 Mas o pai disse aos seus servos: “Depressa! Tragam a melhor roupa e vistam nele. Coloquem um anel em seu dedo e calçados em seus pés.

23 Tragam o novilho gordo e matem-no. Vamos fazer uma festa e alegrar-nos.

24 Pois este meu filho estava morto e voltou à vida; estava perdido e foi achado”. E começaram a festejar o seu regresso

 (Marcio e o filho)  Durante a Leitura os personagens começam a ter movimentação
O pai começa a ficar triste, mostra como se estivesse se despedindo de seu filho

 (filho) O seu filho o abraça o pai com cara de choro...
O filho pega como se fosse um saco de pano como se tivesse todas as suas coisas e vai se afastando do pai...

(filho) Ao chegar na parte que diz que ouve uma grande fome ele começa a viver de maneira ruim, encenando que tivesse fazendo coisas erradas nos dias atuais, como usar drogas
Comendo comida de lixo... usando drogas...

(filho) Nesse momento ele para e começa a pensar.. olhando para o lado tendo uma expressão de saudades, e tristeza... e começa a tocar a musica De Volta Pra Casa – Judson de Oliveira.

( Marcio) Nesse momento o pai começa a se mexer no quarto como se tivesse abraçando as coisas de seu filho, arrumando as coisas , arrumando uma sandália perto de sua cama, coloca-se um anel de ouro em cima da cama.


(filho) O filho se coloca de joelhos e em voz alta pedi perdão aos céus e ao Pai. Se levanta e vai em direção ao pai,  ( Marcio) o pai se levanta corre em direção ao filho... abraça roda o filho no ar...  ( filho) o filho para olha para o pai como se tivesse falando a parte da musica, pai pequei contra ti , pai não sou digno de estar perto de ti.


( Marcio) O pai imediatamente pega leva o filho até a cama, e como se tivesse mostrando que a cama está pronta, o anel preparado, e dizendo vamos festejar. Coloca a sandália em seus pés, troca as vestes dele. E o pai começa a pular, a saltar de alegria e mostrando para a igreja, que o filho dele está ali, está vivo... e vai se retirando dançando em volta de seu filho...
Fim..


Blog do autor
Amigos do PAPAI [8]

De Volta Pra Casa – Judson de Oliveira.

LETRA:
Eu não me esqueci o dia em que deixei a casa do Pai.
Deixei o meu orgulho sufocar meu amor, tentei escrever minha história
Hoje estou aqui tenho saudades do meu pai
Será que Ele ainda se lembra de mim
Filho se você pudesse ouvir, filho se você pudesse ver
Todo dia me debruço na janela, na esperança de te ver voltar pra mim

Filho tua cama está pronta, teu anel preparado, teu novilho guardado
Tuas sandálias eu já preparei, tuas vestes lavei, só falta você!

Eu vou dançar, eu vou bailar
Eu vou dizer pra todo mundo
Que meu filho vivo está

Pai pequei contra ti
Pai não sou digno de estar perto de ti.


3 comentários:

Boneca Bonita disse...

Olá Carlinha! Venho agradecer a sua participação no sorteio do meu blog: www.boneca-bonita-blogspot.com...já estou te seguindo e com muito carinho...pois achei seu blog um mimo...beijinhos e boa sorte!

Faniquito disse...

Oii, Anna !!!

Muito lindo...imagino a emoção q sentiram.

Bejinhos
Ana

Bety Rodrigues disse...

Obrigada Ana por participar do sorteio!
Boa sorte p vc!